sábado, 31 de julho de 2010

Louça acumulada

- Cara, tô me sentindo tão sozinho naquela casa!
- Há quanto tempo ela tá viajando?
- Faz uma semana. Vão ser duas fora. Pelo menos não foi a mãe dela que veio ficar este tempo aqui.
- E porque você não liga pra ela?
- Sei lá, não tinha pensado nisso ainda...
- Quais são as coisas boas que ela te traz e que você está sentindo falta?
- Que pergunta, ela é minha mulher...deve ser as coisas que toda mulher traz.
- Mas cada esposa tem um coisa diferenciada. Tente lembrar alguma coisa!
- O arroz que ela faz...
- Não cara, uma coisa que somente ela pode te trazer...arroz você come em qualquer lugar!
- Deixa ver...acho que são as esquisitices dela. Por exemplo a mania  dela  ficar no sofá penteando o cabelo desesperadamente quando quer sair. Ela faz isso e fica me olhando...tem vezes que nem percebo pois estou vendo  tevê. Não seria mais fácil ela dizer "Vamos sair hoje..."? Ela sempre tem essa mania...
- Apesar de vocês serem casados e compartilharem coisas e momentos, não deve ser muito empolgante dizer para ela  que você está com saudade de suas manias, né?
- Outra coisa de que me lembro é da pia cheia de seus cabelos...nós já brigamos algumas vezes por causa daqueles cabelos entupindo tudo!
- Não, isso não! Uma coisa que te faça querer ela bem, igual quando vocês namoravam e você ficava esperando o fim de semana para encontrar com ela. Deve ter algo... inclusive você fala tanto do cabelo dela, deve ser isso. Você deveria ligar para ela e dizer que está com saudade de seus cabelos, seu perfume que te faz sentir bem, essas coisas!
- Sei não...tô pensando aqui...
- Quer coisa mais romântica do que falar dos cabelos de uma mulher?
- Mas os cabelos de que lembro são os deixados no sofá e na pia...
- Tente lembrar outra coisa então.
- Ah! Agora lembrei!
- É de alguma parte do corpo dela, hein?
- Não!
- Algum nome carinhoso que vocês se tratam?
- Também não...
- Não desconfio o que é, fala! Se for uma coisa boa você liga para ela e diz :"Oi, estive pensando muito em você depois que lembrei de tal coisa..."
- É uma coisa  que vi e que me fez lembrar carinhosamente dela...
- Diga! Fale imaginando que  estivesse falando com ela ao telefone. Vai.
- Hum...
- Vai, fala!
- "Oi querida, estou com muita, mas muita saudade de você. E essa saudade aumentou ainda mais quando vi a pia da cozinha cheia de pratos usados hoje de tarde...volta logo...beijos!
- ............!?

2 comentários :

Andriéli Musette disse...

Hahahaha...muito boa essa história...eu ficaria P... da vida se meu namorado me ligasse para falar disso, hehehe...

Marcos Vinicius Gomes disse...

Andriéli,

Aí fica a dúvida: será que ele se lembrou dela porque ela nunca deixava a louça acumular ou porque ao ver a pia cheia de louça ele lembrou que ela sempre fazia isso?rsrsrs